Vida, eaí vai encarar?

“Me abraça na beira do mar, do abismo, do amor. Me abraça.”
Eu me chamo Antônio  (via autorias)

(Fonte: verbalizem, via autorias)

“Todo mundo tem suas carências, todo mundo é humano, todo mundo sente. Uns sentem mais, outros menos, alguns quase nada, mas sentem. Podem adorar ser livre de noite na balada, no barzinho com os amigos, mas pelo menos antes de dormir, ser livre pesa.”
Tati Bernardi (via mal-educado)

(Fonte: reverenciador, via mal-educado)

“Sou humana, é lógico que sim! É claro que fico puta, perco a paciência, perco a fé, perco a vontade, perco o saco, perco o rumo, perco a esperança. Por 24h. Depois eu chamo essas coisas de volta. Porque a gente tem que acreditar. Tem que saber enxergar as coisas na vida. Sempre tem uma saída. Sempre. Sempre existe um novo olhar, um novo caminho, uma nova maneira.”
Clarissa Corrêa  (via alentador)

(Fonte: serporestar, via alentador)

“Me traz o seu sossego,
Atrasa o meu relógio,
Acalma a minha pressa…”
Lenine  (via trechos-sonoros)

(via trechos-sonoros)

“No amor ninguém pode machucar ninguém; cada um é responsável por aquilo que sente e não podemos culpar o outro por isso… Já me senti ferida quando perdi o homem por quem me apaixonei… Hoje estou convencida de que ninguém perde ninguém, porque ninguém possui ninguém… Essa é a verdadeira experiência de ser livre: ter a coisa mais importante do mundo sem possuí-la.”
Paulo Coelho.  (via mal-educado)

(Fonte: reverenciador, via mal-educado)

“E se nunca tivéssemos errado? Erros também nos ajudam a crescer.”
Marcello Henrique.
(via sou-inseguro)

(via sou-inseguro)

“Sou mais cama que mesa, mais noite que dia, mais calor que frio, mais salgado que doce, mais música que silêncio, mais pizza que banquete, mais whisky que caipirinha. Sou cara lavada. Sou delírio. Sou eu mesma.”
Martha Medeiros  (via alentador)

(Fonte: sou-uma-coruja, via alentador)

“Se perdeu, procure.
Se é seu, segure.
Se tá mal, se cure.
Se é verdade, jure.”
Lenine  (via trechos-sonoros)

(via trechos-sonoros)